Banners Laterais

Powered by WP Bannerize

Prefeitura de Itaquiraí declara guerra contra a dengue

Publicada 8/11/18 às 7:50

Equipe do Controle de Vetores da Secretaria Municipal de Saúde entra na guerra contra o mosquito Aedes aegypti.

-Secretarias de Saúde, Meio Ambiente, Obras e Controle de Vetores estão na campanha; população é convocada a participar-

 

(Roney Minella) – A Prefeitura de Itaquiraí, através das secretarias municipais de: Saúde, Meio Ambiente, Obras, e com ação direta dos departamentos de Controle de Vetores e de Comunicação, deflagrou ontem (06-11), a Campanha Municipal de Prevenção à Dengue 2018.

Para colocar a campanha em prática, o secretário de Saúde, Marcelo Batista Rosa, convocou todos os servidores do Departamento de Controle de Vetores e Vigilância Sanitária para reforçarem as ações de combate ao mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti. “Estamos determinando que todo o aparato disponível seja utilizado visando às visitações domiciliares, identificação e destruição de focos do mosquito, bem como a realização de palestras pedagógicas de conscientização aos escolares das redes estadual e municipal de ensino”, informa Marcelo.

O secretário também está convocando toda a população para, juntos com o Executivo Municipal, entrar na “guerra contra o mosquito”. Por intermédio de anúncios nas rádios, jornais, sites e redes sociais, a sociedade está sendo orientada a colaborar, acabando com ambientes favoráveis ao desenvolvimento de larvas.

Itaquiraí é exemplo no combate à dengue – comemora Marcelo Rosa. Ele destaca que no ano passado foi confirmado apenas um caso da doença. Agora, em 2018 foram dois. “Mas podemos manter este índice baixo tomando todas as medidas possíveis, como trocar a cada dois dias a areia dos pratos das plantas, manter caixas d’água sempre tampadas, deixar garrafas vazias viradas de boca para baixo, entregar os pneus velhos e usados nas borracharias para que o Controle de Vetores dê a destinação adequada, manter os terrenos limpos, livres de entulhos e matagal. Enfim, a limpeza geral em toda a cidade ajudará a manter a dengue longe de Itaquiraí e controlada pelo setor da Saúde”, enfatiza Marcelo.

“São necessários apenas dez dias para o ciclo de vida do mosquito. São quatro etapas básicas: o ovo, a larva, a pupa e o adulto. Do ovo ao adulto, o período de desenvolvimento é de aproximadamente 10 dias. Por isso, precisamos ser rápidos no combate ao mosquito e ao foco. Porém, sozinhos não conseguiremos fazer um combate eficaz”, alerta o coordenador do Controle de Vetores, Marcos Aurélio.

Em média, cada mosquito vive em torno de 30 dias e a fêmea chega a colocar entre 150 e 200 ovos. Se forem postos por uma fêmea contaminada pelo vírus da dengue, ao completarem seu ciclo evolutivo, transmitirão a doença. E o pior disso é que a dengue pode matar o paciente.

Este alerta é do Coordenador Marcão que junto com a equipe formada pelos Agentes de Endemias: Elias Ferreira, Vanildo Celestrino, Pedro Costa, Marcio Adriano Marcelino, Paulo Sérgio da Silva, e pelo Supervisor de Área, Leandro Soares de Souza, aceleraram as visitas domiciliares, e além das palestras aos escolares, vêm mantendo na cidade, 25 armadilhas em 16 pontos estratégicos, onde estão sendo capturados milhares de ovos do mosquito e, simultaneamente, destruídos, impedindo o seu nascimento.

“Estamos determinando o envolvimento de nossas Secretarias e da equipe responsável, pois, a meta é manter Itaquiraí livre da dengue, por isso, todas as providências estão sendo tomadas. Todavia, o apoio da sociedade é muito importante para que o mosquito transmissor do zika vírus, chikungunya e dengue seja eliminado”, frisa o prefeito Ricardo Fávaro Neto.

Creditos: Roney Minella

Fonte: Departamento de Comunicação

Publicidade